Solitude Lullaby, 2022

colab Terra Form para o projeto Slow Wave

Ao longo dos 40 dias de residência artística SBCAST em Santa Barbara, Califórnia, uma peça de 7 minutos foi criada em conjunto com o artista Terra Form para o projeto Slow Wave. Para experimentar a peça, entra-se na cadeira Slow Wave dentro de um domo, coloca-se os fones de ouvido e uma venda aos olhos. A peça é dividida em três capítulos, todos os títulos são apresentados na gravação com a voz de uma robô (autômata):

 

Capítulo I Escuta profunda da fazenda
 

No início da jornada, são reproduzidos diferentes padrões vibracionais gravados com um cuenco grave. O som foi especializado de tal forma que, ao se afastar ou se aproximar, para a esquerda ou para a direita, a vibração da cadeira é acompanhada de estratégias de volume e distância, isso quer dizer no som binaural dos fones e na vibração localizada na coluna vertebral. Acaba sendo um mergulho de relaxamento, como uma introdução aos capítulos seguintes.

 

Capítulo II Escavação Tátil cavando no meu cérebro

 

O meio da experiência consiste em um repertório criado com mais de 15 texturas entre pequenas gravações e poesia falada, em que as palavras são indecifráveis. Um passeio dentro do nosso cérebro em uma mistura de partículas de elementos sonoros, grãos e substâncias inexistentes. Entre confusões, falsos ruídos da natureza e do mar, a curiosidade é estimulada através dos sons e vibrações que são oferecidos.

 

Capítulo III Canção de ninar da solidão

 

A parte final que dá título à obra fala de afeto, de carinho e de silêncio. As gravações das duas artistas cantando são uma recepção sem palavras a um ensaio intimista. Uma aproximação entre o mecanismo corpo-mulher-humano e o corpo-cadeira-máquina é vista na forma como um sustenta o outro nesta composição. Entre pausas para respirar e um longo silêncio, um canto de dor e amor reverbera dentro da imersão como se todos que a escutam estivessem conectados a uma grande estrutura arquitetônica.

* Apoiadores:

Alan Macy, Dr. North, Ryan McCullough, Terra Form, AGAUR-Catalunya, Universitat de Barcelona. 

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1