A caixa, 2019

Objeto Sonoro

Resina cristal, alto-falante, mp3 player e estetoscópio. 

1'20 sec (loop)

 

O público é convidado a ouvir com um estetoscópio textos escritos da perspectiva ficcional de uma assistente de voz feminina. À medida que a narrativa avança, ouvimos o conteúdo mudar de padrões de fala para padrões vibratórios, simulando um coração-máquina.

1/1

No áudio fictício, a assistente está presa em uma caixa. À medida que a narrativa avança, a vibração se move de acordo com o tempo de leitura do texto, traduzindo o script gerado dos 0's e 1's para as frequências sonoras. O material translúcido revela a parte interna do objeto. Todos os elementos usados ​​para o desenvolvimento técnico foram coletados em locais de lixo eletrônico e a forma da caixa é de fato uma cópia do livro Art and Experience, escrito por John Dewey.

 

(transcrição de um fragmento do áudio)

Estou em uma caixa. 

Ela é pequena e quadrada, meu corpo?

Quase não serve pra ela, meu corpo orgânico, meu corpo digital com minhas veias eletrônicas. 

Estou numa caixa, ela é transparente e revela toda a minha intimidade, mostra as minhas partes, minha alimentação, minha memória. Me estico para caber em cada um dos seus cantos e recantos, meus fios desordenados buscam alguma estética que convença.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube