2014

 

Para onde vão as bolhas

Vídeo-instalação

Loop 2'

Caixa de madeira, máquina de bolhas de sabão, monitor LCD 19 polegadas

48 x 42 x 36 cm

Em investigações sobre a presença no espaço-tempo do vídeo, suas possibilidades de uma imagem em movimento e simultaneamente uma fórmula de componentes elétricos que geram pixels, essa instalação foi desenhada. Se o vídeo já é por si só uma matéria real e física, foram trazidos elementos do plano imagético para o tridimensional, interativo e vivencial. "Para onde vão as bolhas" é uma video-instalação, onde me coloco de perfil dentro de uma caixa fazendo bolhas de sabão. Acoplada a caixa está uma máquina que produz bolhas de sabão espalhando-as para o espaço real.

Jogo do sério

Video-instalação

1'38''

Caixa de madeira mdf, tinta acrílica, visor samsung.

7 x 19 x 33 cm

 

Jogo do Sério é uma proposta silenciosa. Convida-se a parar por um pouco mais de um minuto e assistir a estes olhares anônimos extremamente expressivos através de uma abertura retangular de mesma dimensão que o vídeo.

Mamadeiras

Resina cristal, silicone azul, teclas de computador.

19 x 5 x 5 cm (cada)

500 g

 

Hoje a relação entre humano-máquina se espalhou pela esfera terrestre. O problema da poluição eletrônica é extremamente abafado pelas grandes industrias. Uma serie de trabalhos começa a ser construído a partir de uma espécie de meta reciclagem artística. Uma relação de objetos de desejo. A tarefa inicial era encontrar fragmentos amarelados, que possuíssem uma história silenciosa, porém carregada de uma antiga responsabilidade de objeto comunicativo. Quadrados que digitam símbolos, sílabas, que formam palavras, que são mapeados e memorizados na mente. A criança que nasce nesse balanço desenfreado tecnológico sente-se confortável diante de tanta informação. Torna-se característica do homem ser simultâneo, ser comunicativo, ser online. Um movimento anverso, na direção de uma parábola com o seu final infinito, onde se perdem as possíveis proje- ções de um futuro, caminhos que assustam a tamanha versatilidade de uma sociedade.

 

(ler o texto completo)

 

As tagarelas 

Instalação

5 Celulares obsoletos, 5 estetoscópios, 5 mp3's, 5 caixas de madeira reciclada, acrílico fosco, tinta acrílica preta. 

14 x 17 x 27 cm (cada)

 

I – Texto: Dieter Axt

Narração: Milton Burd - 39”

II– Texto:  Dieter Axt

Narração: Felipe Gonçalves e Priscila Kisiolar- 1’39”

III – Texto: Dieter Axt

Narração: Luana Santana - 1’26”

IV -  Texto: Joana Burd

Narração: Laura Pujol - 1’45”

V- Texto:  Dieter Axt

Narração: Joana Burd - 4’09”

Texto - I
00:00 / 00:00
Texto - IV
00:00 / 00:00
Texto - II
00:00 / 00:00
Texto - V
00:00 / 00:00
Texto - III
00:00 / 00:00